Bem Vindo a www.LookBrasil.com.br
TUDO SOBRE COLORIMETRIA! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Josué Barbosa   
Qua, 11 de Novembro de 2015 05:06

os segredos I

Nenhum profissional no mundo mistura arte e ciência com mais beleza que o cabeleireiro. Porém, não há mistério sobre o que faz de um cabeleireiro um verdadeiro profissional. A aprendizagem nos fornece conhecimentos e confiança para nos levar de onde estamos para onde queremos chegar. Jamais deixe de buscar conhecimento e de se especializar, para oferecer aos seus clientes, um serviço de qualidade e maestria.
Embora a química seja uma parte essencial de tudo o que o cabeleireiro profissional faz, muitos têm qualquer conhecimento sobre os produtos que usam e as reações que acontecem diariamente.
A maioria dos profissionais se intimida com a química porque ela é apresentada por fórmulas, símbolos e palavras difíceis.
Minha abordagem será simples, tranquilizando o aluno, evitando medo e apreensão. Será fácil de entender e aplicar, dando a confiança que vem do conhecimento, melhorando a qualidade e a segurança nos serviços. Não acredite em milagres. Confie nos protocolos e métodos científicos (observação, raciocínio e teste). Assim você obterá maior probabilidade de resultados positivos e sucesso.
Atender às expectativas dos clientes é tarefa cada vez mais complexa em um mundo que evolui constantemente. Somos desafiados diariamente. Criatividade e versatilidade são competências esperadas, e sabemos que nossos clientes esperam que saibamos interpretar seus desejos e sonhos de mudança por meio da harmonia e beleza. Inovação, confiança e tratamento profissional com produtos de alta qualidade e performance é o que os clientes esperam.
Os melhores cabeleireiros não tem sorte, mas sim, conhecimento!!!

O CABELO ATRAV?S DA HIST?RIA


O cabelo possui um poderoso simbolismo e propriedades evocativas. ? objeto de crenças, tradições, sinal de hierarquia, religião e tem significado místico. ? símbolo de poder e sedução e ainda possui um significado diferente em cada região geográfica.
Uma interessante evolução sobre os cabelos no decorrer dos tempos e sua história é abordada pela revista de negócios da indústria da beleza em sua edição temática sobre produtos para cabelos (FRANQUILINO, 2009).
Impregnados de simbologias, os cabelos receberam atenção especial desde a Antiguidade. Na pré-história, o troglodita já se esforçava para tratar e arrumar seus cabelos, fato comprovado nos achados arqueológicos, como pentes e navalhas de pedra. Contudo, foi no Egito, há aproximadamente cinco mil anos, que a arte de cuidar dos cabelos chegou ao ápice.
Foi nessa época que surgiram perucas sofisticadas, as quais mostravam a habilidade dos cabeleireiros, que gozavam de grande prestígio na corte dos faraós.
Na antiga Grécia, no século II a.C., os penteados eram bem elaborados, os cabelos eram frisados, encaracolados delicadamente, com franjas em aspiral, os cabelos das mulheres eram enfeitados com tiaras e fitas, pentes de bronze ou marfim. Foram os gregos que criaram os primeiros salões de cabeleireiro (Koureira), em Atenas construído em praça pública. Os Kosmetes ou ??embelezadores de cabelo? escravos especiais eram afamados e muito procurados. Os escravos cuidavam dos homens e as escravas das mulheres. Os cabelos eram perfumados com óleos raros e preciosos, tingidos e descoloridos uma vez que a cor mais em voga era loura. Ainda na Grécia antiga, a moda dos cabelos se mantinha por dois a três séculos. A mudança era mais rápida na Roma antiga, onde as esposas dos soberanos eram imitadas pelas outras mulheres. No Império Grego-Romano, gregos e gregas faziam os penteados dos romanos e das romanas. No século XVII, a partir de Luís XIV, a moda francesa dominou todas as civilizações. No começo do século XVIII, as mulheres casadas usavam uma touca para esconder os cabelos, pois somente seu marido poderia vê-los soltos. Na década de 1920, era a moda das mulheres usarem cabelos curtíssimos, a la garçonne. Naquela época, as mulheres mais independentes e ativas, com intensa vida social e engajada no trabalho, 28
rejeitavam as tradições que as obrigavam a usar cabelos compridos, as quais remontavam a Idade Média.
Atualmente percebemos a grande variedade de transformações nos cabelos desde os mais sofisticados penteados, cores que podem variar conforme a personalidade das pessoas, desde as cores mais vibrantes ou neutras, as modificações na estrutura tornando-os lisos ou cacheados, tratamentos revolucionários com propostas através de técnicas como, renaturação das proteínas estruturais do cabelo, nanoqueratinização, cristalização, reconstrução, hidratação, cauterização, reposição de aminoácidos, são diversos os tratamentos oferecidos pelas empresas.
EVOLU??O DOS TRATAMENTOS
Na antiguidade devido aos recursos da época, as pessoas utilizavam misturas caseiras para limpar e cuidar dos cabelos. Usavam extratos de plantas e essências de rosas e jasmim que eram usados para tratar a calvície, amaciar os cabelos e diminuir a oleosidade dos fios.
No período medieval essas receitas chegaram ao conhecimento ocidental através dos cavaleiros que voltavam das cruzadas.
Conforme foram se espalhando pela Europa, esses preparados ganharam os mais inusitados ingredientes, como rã e banha de urso. Receitas excêntricas à parte, o fato é que, durante a maior parte da Idade Média, os cabelos estiveram esquecidos. Nos séculos XV e XVI eles eram comumente lavados a seco com argila em pó, e depois escovados (FRANQUILINO, 2009).
Através do processo de fervura da mistura de soda cáustica, gordura animal e óleos naturais, foi obtido o processo de saponificação. A origem do que atualmente conhecemos como xampu, só foi possível através desse processo.
O sabão para lavar roupas era o mesmo que lavava os cabelos, e foi usado durante séculos. Em 1890 foi criado na Alemanha, o sabão líquido destinado especialmente a lavagem dos fios de cabelos, mas esta novidade só chegou para a população depois da Primeira Guerra Mundial (1914-18). O produto foi batizado pelos ingleses como xampu, em alusão a palavra hindu ??champo? que significa massagear, e era considerado artigo de luxo e usado por poucos.
Em 1914 na Grã-Bretanha, foi introduzido o conceito de ??champo? pelo empresário indiano chamado Sake Dean Mahomed. Na cidade inglesa de Brighton, o empresário abriu um estabelecimento conhecido como ??Mahomed??s Indian Vapour Baths?. Neste estabelecimento eram oferecidos banhos parecidos com os turcos, mas com massagens terapêuticas. A palavra ??champo? já era usada para designar um produto preparado pelos cabeleireiros ingleses mesmo antes que o detergente alemão fosse difundido através da disseminação das massagens capilares.
Esses profissionais no início do século XX, preparavam para aplicar nas cabeças dos clientes uma mistura de ervas, fragrâncias, raspas de sabão que eram adicionados na água e cozinhado.
Os xampus começaram a ganhar mais popularidade com a expansão da indústria de higiene e beleza na Europa e nos Estados Unidos, a partir da década de 20. Em 1934 chegou ao mercado o primeiro xampu com base sintética através da marca Drene, da Procter & Gamble.
Na primeira metade do século XX no Brasil, muitas pessoas ainda lavavam os cabelos com sabão de lavar roupas e para deixar os fios mais fáceis de pentear usavam recursos como banha de porco.
O Centro de História da Empresa Unilever relata que em 1954, a empresa inglesa D & Gibbs, que pertencia ao grupo Unilever, lançou um xampu ??capaz de lavar em apenas uma aplicação, sem ressecar os fios como faziam seus antecessores?. Era um xampu apresentado em garrafas que duravam até sete aplicações ou saches para uma única lavagem conhecido como Sunsilk.
No começo da década de 60, a Unilever aportou no mercado brasileiro de xampus, com o lançamento da marca Vinólia. No início, o produto não fez muito sucesso ?? em parte por causa da embalagem de vidro, nada prática. Em 1966, o Vinólia passou a ser vendido em garrafas de plástico, num período em que os xampus e outros itens de cuidado pessoal começaram a ser comercializados em supermercados. Nos anos 1979 ?? quando era comum aplicar misturas caseiras nos cabelos, com ingredientes como ovo, abacate e babosa ?? as mulheres brasileiras conheceram o creme-rinse, novidade que ajudava a desembaraçar os cabelos depois de lavá-los e que seria substituído pelo condicionador, nos anos 1980.
TRICOLOGIA ?? INTRODU??O




Na base da estrutura do folículo piloso, milhares de células germinativas se reproduzem. Essa estrutura é muito delgada as células novas, em função da constante reprodução celular são comprimidas e prensadas.
Empurrando para fora do folículo piloso esse material prensado, que sofre um processo de desidratação e começa a enrijecer (queratinização), dando origem a fibra capilar.


O cabelo é um conjunto de fibras compostas de proteínas, resultante do processo de reprodução celular que ocorre no folículo piloso. Sua estrutura básica se divide em três partes:
Cutícula: Camada externa formada basicamente de queratina. ? responsável diretamente pela proteção do cabelo, sendo a principal barreira à penetração de agentes externos.
Manter a cutícula em boas condições de saúde é fundamental para que a coesão da estrutura interna do cabelo seja mantida, preservando sua integridade e beleza. Cutículas fragilizadas implicam em cabelos ásperos, quebradiços e sem brilho.
Córtex: Camada essencial do cabelo, responsável por 75% a 90% de sua estrutura total. Representa papel fundamental na elasticidade, permeabilidade, diâmetro e textura dos fios. Para que ocorra uma transformação química é necessário que o produto atue no córtex do cabelo.
O córtex é composto por milhões de fibras trançadas entre si, distintas que recebem as seguintes denominações:
Macrofibril ?? fibras de maior diâmetro formadas a partir de tranças de fibras com diâmetros intermediários (microfibril). São caracterizadas por uma grande concentração de enxofre em sua estrutura.
São os diferentes formatos dos microfibris que geram os padrões de curvatura dos cabelos(crespos, cacheados, ondulados, lisos, etc...)
Microfibril ?? fibras de diâmetro intermediário formadas a partir de tranças de diâmetros menores (protofibril). São caracterizadas por uma menor concentração de enxofre quando comparadas ao Macrofibril.
Protofibril ?? fibras de diâmetro reduzido formadas a partir de tranças de alfa-hélices (estruturas básicas com diâmetro de um mícron). São caracterizadas por uma concentração ainda menor de enxofre.
Medula: eixo central que compõe a estrutura da fibra capilar.
Os ciclos de vida dos cabelos
O cabelo vive e morre de acordo com um ciclo regular e de duração diferente. Este ciclo é composto por três fases:
Fase Anágena: corresponde ao crescimento ativo do cabelo que dura aproximadamente três a seis anos.
Fase Catágena: é o período de regressão, ou seja, o cabelo começa a morrer e dura três semanas.
Fase Telógena: dura aproximadamente três meses, onde o cabelo morto é empurrado por um fio anágeno. A nossa cabeleira possui de oitenta a noventa por cento de fios na fase anágena, onde cinqüenta a cem fios de cabelo caem.
COMPOSI??O QUÍMICA DO CABELO
C = Carbono 51%
H = Hidrogênio 6%
O = Oxigênio 21%
N = Nitrogênio 17%
S = Enxofre 5%(cistina)
QUE COISA ? O pH
UNIDADE DE MEDIDA DA ACIDEZ E DA ALCALINIDADE
? a quantidade de íons de hidrogênio em gramas por litro de solução. O pH é sempre acompanhado de seu complemento pOH e a somatória dos dois (pH + pOH) é igual a 14.
De 0 a 6,9 = acido
7 = neutro
De 7,1 a 14 = alcalino


O pH biológico da pele e dos cabelos é ligeiramente ácido e está entre 4,5 a 5,5 na escala de pH. Cabelos e peles oleosos, com excesso de produção sebácea são ácidos. Cabelos porosos e ressecados são alcalinos.
Extremamente ácido = de 0 a 1 ?? dissolve o cabelo
Forte a suave = 1 a 4,5 ?? fechamento cuticular e brilho
Neutro = 4,5 a 5,5 ?? cabelo normal
Álcali suave = 5,5 a 10 ?? volume, ressecamento, dilatação cuticular
Álcali forte = 10 a 14 ?? dissolve o cabelo
Ligações Químicas
As tranças às quais nos referimos anteriormente são mantidas firmes e ajustadas entre si por meio das seguintes ligações químicas:
Ligações de hidrogênio ?? muito presentes na composição da estrutura química da fibra. São facilmente rompidas na presença de calor ou agua e participam ativamente nas mudanças temporárias da forma dos cabelos.
Ligações Salinas ?? são ligações que envolvem carga estática. Embora bem mais resistentes que as ligações de hidrogênio, também se rompem na presença de agua. São o elo entre as demais ligações químicas que estruturam as tranças que compõe as fibras capilares.
Ligações de Dissulfetos ou cistinas ?? são responsáveis pela resistência da estrutura do cabelo. As transformações químicas só ocorrem quando rompemos ou desestruturamos estas ligações.
Teste de Mechas
Ferramenta fundamental para garantir a segurança nos processos químicos mais agressivos. Com ele, você terá condições de avaliar os limites de exposição do cabelo a força e tempo de ação do produto.
Análise Capilar &  Ficha de Anamnese
Devemos analisar sempre os cabelos e considerar alguns pontos fundamentais para a execução segura de nossos serviços.
Elasticidade
Porosidade
Textura
Curvatura
Densidade
Comprimento
Tipo
Origem
Couro cabeludo = verificar lesões, cicatrizes e abcessos.

COLORIMETRIA
Pigmentação
Os tons naturais, que identificam as cores existentes na atualidade foram estabelecidas em uma cartela de cores com 10 tons.
A cor do cabelo é determinada por fatores genéticos. No bulbo capilar encontram-se os melanócitos, que produzem as partículas de pigmento durante o estágio de formação do cabelo, transferindo estes pigmentos para o córtex.
Os pigmentos da melanina podem ser classificados em dois grupos:
*Granulosos ou Eumelanina: variam do preto ao vermelho escuro e estão presentes em grande concentração no fio. São os primeiros pigmentos a saírem do fio, mas em compensação são os que mais demoram a serem removidos.
*Difusos ou Feomelanina: variam do vermelho ao amarelo claro, estão presentes em pouca quantidade, são os últimos a saírem do fio,  mas são os mais fáceis de remover.
*Tricosiderina: pigmentos avermelhados.
Os tipos de melanina combinados em diferentes quantidades determinam as cores naturais dos cabelos. Quanto mais escuro for o cabelo natural maior será a concentração de Eumelanina e quanto mais claro maior a predominância de Feomelanina.
Há fatores que alteram a cor natural dos cabelos e vão aparecendo os cabelos brancos (canicie)
A cor natural só existe em cabelos naturais, é a cor de nascimento do fio. Agora quando o cabelo é colorido, falamos em altura de tom.
Cor
Apenas uma pequena parte das radiações emanadas pelo sol é percebida pelos nossos olhos. A luz que chega do sol é branca e sejam as ondas visíveis ou invisíveis, são classificadas em uma única escala de valores.
Podemos comparar o olho humano a um rádio receptor e o sol a um rádio transmissor.

Qualquer objeto atingido pela luz se comporta como um espelho, absorvendo ou refletindo parcialmente ou totalmente os raios provenientes do sol.
O conceito de cor é SUBJETIVO e não objetivo. Cada indivíduo tem uma percepção particular da cor.
Quando um objeto absorve todas as radiações o olho vê uma cor preta e quando um objeto reflete as radiações o olho vê uma cor branca.
? uma sensação percebida pelo olho.
A luz do sol é branca.
Contém todas as cores.
Escala da cor (luz ?? raios solares).
Cores na luz (azul- amarelo ??vermelho ).


CORES PRIMÁRIAS: AZUL- AMARELO -VERMELHO

CORES SECUNDÁRIAS: VERDE- LARANJA - ROXO

A união de todas estas cores tem como resultado o PRETO.

Cor é a luz refletida na matéria, sem luz não existe cor. Qualquer corpo que recebe uma incidência de luz acaba funcionando como um espelho, refletindo ou absorvendo a luz. A cor preta significa absorção total da luz e a cor branca refração total da luz.
São as matérias coloridas que constituem a base essencial de todo o trabalho técnico em coloração para cabelos. São a partir de 3 cores primárias ou fundamentais que foram formuladas as leis da colorimetria.
As cores secundárias ou complementares se formam pela mistura de duas cores primarias em proporções iguais.
Cor terciaria é composta pela mistura de uma cor primaria com uma secundaria.
Uma cor primaria será sempre a cor complementar de uma cor secundaria.







AS 10 LEIS DA COLORIMETRIA
1ª - Todo o complemento de uma cor fundamental é igual a mistura das duas outras.
2ª - As cores complementares e as fundamentais correspondentes se opõe e se neutralizam.
3ª ?? Entende-se por cor natural a cor do nascimento do fio e a altura de tom a posição de uma nuance cromática dentro da escala de melanina.
4ª ?? Devemos entender o que é cor fantasia, reflexo ou nuance, pois possuem um menor poder de cobertura de fios brancos.
5ª ?? Entender a leitura de cores na tabela,  o primeiro numero antes do ponto é a altura de tom. O primeiro numero depois do ponto é o reflexo principal. O segundo numero após o ponto indica reflexo secundário.
6ª ?? Conhecer a coloração que usa, como ela é composta, como age e tipos de coloração.
Tipos de coloração:
Permanente = tem por objetivo alterar totalmente a cor natural do cabelo. Deve cobrir de forma total os fios brancos e necessitam de agentes alcalinizantes ou oxidativos (peróxido de hidrogênio e hidróxido de amônia)
A amônia incha e amolece a queratina do cabelo abrindo as escamas para que juntamente com o oxidante(H²O²) libere oxigênio, causando a oxidação dos pigmentos naturais, clareando-os.
Semi permanente = não contém amônia, possuem menor cobertura e durabilidade.(alcanolaminas = monoetalonamina MEA, dietanolamina DEA, trietanolamina TEA). Atualmente, esses tonalizantes tem cor de longa duração, mas sem o poder de clarear os fios.
Tom sobre tom = acentua os reflexos naturais.
Colorações metálicas = a base de sais de chumbo, prata, cobre e níquel. São do tipo alisa e tinge, popularmente chamadas de Henê e de uso doméstico. Incompatíveis com químicas oxidantes e com alisamentos. Essas cores não clareiam nem com o uso de pó descolorante.
Pó descolorante = Persulfatos de amônia, sódio ou potássio. Não há como clarear os cabelos sem que eles sejam danificados. A descoloração degrada até 45% da cisteína do fio.
7ª ?? Saber selecionar corretamente a volumagem e aplicar a quantidade exata de Peróxido de Hidrogênio indicada pelo fabricante.
O peróxido de hidrogênio sozinho não vai clarear o cabelo pois está estabilizado num pH entre 2,5 e 4,5 Apenas com um agente alcalino teremos uma reação química que afeta os corantes e o pigmento natural do fio. O agente alcalino mais comum é a amônia, além de aumentar o pHdo peróxido e liberar o oxigênio, ele incha a fibra, facilitando a penetração dos corantes pela cutícula e camadas do córtex.
A combinação do peróxido com um agente alcalino quebrará algumas pontes dissulfuricas. Na coloração cerca de 10% dessas pontes são quebradas, numa descoloração 20% são destruídas permanentemente. Esse dano é inevitável, mas o equilíbrio pode ser restaurado com produtos de tratamento.
Essa etapa é importante, pois é a volumagem do Peróxido que irá clarear a cor natural até atingir a altura de tom desejada. Lembre-se que em bases escuras, 1 a 4, os pigmentos granulosos são mais concentrados e o clareamento será um tom mais baixo.
CAPACIDADE DE CLAREAMENTO
VOLUME CLAREAMENTO
20 VOLUMES Até 2 TONS
30 VOLUMES Até 3 TONS
40 VOLUMES Até 4 TONS
Em bases escuras (1-3) perdemos 1 tom de clareamento.
Para cobertura de brancos usamos sempre 20vol.
A correta diluição resulta em perfeita cobertura dos brancos, tons naturais e reflexos luminosos.
O excesso de oxidante resulta em menor cobertura dos brancos, tons mais claros e com pouca durabilidade.
A carência de oxidante resulta tons menos intensos, menor naturalidade, menor luminosidade e reflexos opacos.
8ª ?? conhecer e entender o fundo de clareamento, o quanto descolore uma cor natural e qual altura de tom será atingida.
Este conhecimento é fundamental para o colorista, pois somente através dele atingirá as cores desejadas.
9ª ?? saber utilizar a fórmula da coloração perfeita.
10ª ?? coloração não clareia coloração.
Esta lei nos deixa bem claro que toda vez que formos clarear um cabelo cosmético, nem que seja apenas um tom, deve-se fazer uma decapagem ou utilizar shampoo americano (mistura de shampoo com coloração e oxidante).
MATEMATICA DA COLORIMETRIA

Como formar uma cor
Como diluir ou formar oxidante
DESCOLORA??O E DECAPAGEM
? o rompimento da cadeia de pigmentos responsáveis pela cor natural dos cabelos. Ela acontece quando o agente descolorante reage com o pigmento existente no fio de cabelo, removendo-o por meio de uma reação oxidante, descaracterizando a cor. Descoloração é a eliminação de pigmentos naturais. Decapagem é a eliminação de pigmentos artificiais dos cabelos.

Os pós descolorantes possuem compostos a base de persulfato (amônia ou potássio), um eficaz agente alcalinizante. O persulfato possui duas funções básicas: inchar a fibra de tal modo que se permita a entrada do agente oxidante e liberar o oxigênio contido neste oxidante. O persulfato modifica a estrutura dos cabelos e pode sensibilizá-los.
 
PRESIDENTE DILMA SANCIONA FUNDO PARTIDÁRIO PARA 2016. PDF Imprimir E-mail
Escrito por Josué Barbosa   
Ter, 10 de Novembro de 2015 04:07

Dilma sanciona aumento do fundo partidário para R$ 868 milhões

 

A presidente Dilma Rousseff sancionou o Orçamento Geral da União de 2015 sem vetar a proposta que triplicou os recursos destinados ao fundo partidário, uma das principais fontes de receita dos partidos políticos, hoje com dificuldades de financiamento por causa da Operação Lava Jato.

Em seu projeto original, o governo destinava R$ 289,5 milhões para o fundo, mas o valor foi elevado para R$ 867,5 milhões pelo relator do Orçamento no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Em um momento de ajuste fiscal para reequilibrar as contas públicas, o caminho natural seria o veto da proposta. Mas politicamente a recomendação foi de manter o novo valor para não desagradar a base aliada da presidente no Congresso.

Além disso, tecnicamente só era possível vetar toda verba destinada ao fundo, e não apenas o montante extra.

Segundo um assessor, isso iria gerar uma "guerra" com a base aliada e comprometeria a votação do ajuste fiscal.

Os presidentes dos partidos governistas chegaram a enviar uma carta a Dilma solicitando a sanção da verba.

Todos trabalham com a redução de doações de empresas privadas após a Operação Lava Jato. Empreiteiras já informaram a dirigentes partidários que não devem doar recursos na eleição municipal do próximo ano.

Autor da emenda, Jucá justifica a medida como uma "necessidade dos partidos" e "início da discussão do financiamento público das campanhas". Se o financiamento eleitoral for exclusivamente público, como defende o PT (sem apoio do PMDB), seriam necessários de R$ 5 bilhões a R$ 7 bilhões para bancar as campanhas, diz Jucá.

O fundo partidário é usado para custear gastos dos partidos. Cada sigla define como utilizará o dinheiro. Muitas aplicam em campanhas, somado a doações privadas.

 

 
PENTEADOS PARA NOIVAS 2016 PDF Imprimir E-mail
Escrito por Josué Barbosa   
Qui, 05 de Novembro de 2015 08:34

O casamento é uma data muito especial para todas as mulheres. As noivas não querem fazer feio e, por isso, buscam conhecer as tendências de roupas, cores e tipos de festas. Os penteados não podem ficar de fora. Eles devem ser sofisticados, bonitos e definir o humor e a personalidade da noiva em um dia tão especial. Por isso, conhecer as tendências de penteados para noivas 2016 é tão importante.

Não pense que escolher o penteado para essa data tão especial é uma tarefa fácil. Na verdade, escolher um penteado para o casamento é tão difícil quanto escolher o vestido.

Alguns fatores devem ser levados em consideração como o formato do rosto, o volume e o comprimento dos fios, o vestido escolhido, os acessórios, o clima e o horário da cerimônia. Pensando nisso, para ajudá-la a não fazer uma escolha ultrapassada, reunimos os penteados para noivas 2016 que serão tendência em todos os cantos do mundo. Confira!

PENTEADOS PARA NOIVAS 2016: CABELO SOLTO

Você pode não acreditar, mas deixar os cabelos soltos é uma forma de deixar o look leve e descontraído e pode sim ser uma opção para o seu penteado no dia do casamento. Uma das grandes vantagens é que ele pode ser facilmente sofisticado com acessórios como flores e tiaras. Mulheres que tem os cabelos cacheados costumam aderir a esse estilo para que seus cachos ganhem ainda mais destaque e vida.

s1s5

PENTEADOS PARA NOIVAS 2016: TRAN?AS

As tranças acompanham noivas em seus casamentos há algum tempo e essa continuará sendo uma tendência muito forte em 2016. Essa é uma ótima opção para quem quer um look romântico, delicado e com um ar vintage. Os Penteados com Tranças são versáteis e podem ser criados em um coque, nas laterais e podem ser posicionados atrás da cabeça também. Acessórios também vão bem com penteados com tranças. Broches e tiaras são ótimas pedidas para incrementar ainda mais o visual.

t1

t2

Outros PENTEADOS para você abalar com suas noivas. Faça seu comentário!


Última atualização em Qui, 05 de Novembro de 2015 08:52
 
PDF Imprimir E-mail
Escrito por Josué Barbosa   
Qui, 29 de Outubro de 2015 04:34

TEND?NCIAS DE LOIROS VER?O 2016

Desde um loiro platinado à um loiro mel, todas as tonalidades são destaque inclusive no verão, pois é cor de cabelo que mais lembra praia, sol, calor surf, ou seja, verão não é mesmo?! Então o que está esperando para ver as lindas tendências de loiros verão 2016? Vamos lá.

Tendências de Loiros Verão 2016 Cabelos Curtos: Sabemos que o tamanho do cabelo não atrapalha em praticamente nada na hora de mudar a sua cor. Mas como todos os cortes ficará diferente, mas não a cor. Então se você já tem cabelo curto, ou vai cortar, veja como os loiros ficam em cabelos curtos no verão.

dianna_agron_cabelo_curto_1de-repente-tamy-corte-curto-moicano-loiro-II-02antonia-fontenelleDSC06688Cabelo-curto-cacheado-4cabelos lisos loiros curtos 3claudia-raia-loira-samantha-alto-astral-1077742_H175313_XLlooks-inspiradores---loiras---ciara-1374881361208_446x600

Tendências de Loiros Verão 2016 Cabelos Médios: Os cabelos médios são aqueles um pouco abaixo dos ombros e que alias é um ótimo tamanho para os tons de loiro, o loiro platinado é um ótimo exemplo para esse tamanho de cabelo e para o verão. Veja algumas tonalidades com os cabelos médios e inspire-se.

bbf51d5952f1cac14c9276f206011a67cabelos-medios-tendencias-verao-2014-7nina-cabelos-curtoscabelos-mc3a9dios-fernanda-paes-leme-2_1

OBS: ESPERO QUE TENHAM GOSTADO DAS DICAS!

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 9 de 16
Caminho
Home